Ebitda ajustado da ALL sobe 11,5% no 1º trimestre

quarta-feira, 16 de abril de 2014 09:56 BRT
 

SÃO PAULO, 16 Abr (Reuters) - A empresa de serviços de logística ALL viu seu resultado operacional crescer no primeiro trimestre, ajudada pelas operações ferroviárias e pela Brado Logística, conforme informado em prévia dos dados divulgada nesta quarta-feira.

Entre janeiro e março, o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da companhia avançou 11,5 por cento, a 444,7 milhões de reais.

A ALL Operações Ferroviárias, principal negócio da companhia, elevou o Ebitda ajustado em 11,3 por cento no trimestre, a 425,7 milhões de reais, beneficiada por maiores yields (indicador sobre tarifas de frete).

Segundo a ALL, o movimento foi impulsionado pelo repasse da inflação e pelo aumento do preço do diesel para determinados contratos e para o mercado spot.

O volume transportado subiu 1,2 por cento, a 10.041 milhões de TKUs, diante de uma forte base de comparação com igual período do ano passado, quando o nível recorde de estoque de milho e preços favoráveis no mercado internacional impulsionaram as exportações, disse a ALL.

Já o Ebitda da Brado Logística, unidade de logística intermodal de contêineres, subiu 41,4 por cento no primeiro trimestre, a 14,5 milhões de reais, na esteira do aumento do volume transportado e expansão dos complexos logísticos da Brado em Cambé (PR) e Cubatão (SP).

Por outro lado, a ALL pontuou que a divisão de logística rodoviária Ritmo Logística não performou bem durante os três primeiros meses do ano.

A unidade teve recuo de 24,6 por cento no Ebitda ajustado, a 4,5 milhões de reais, "uma vez que o volume transportado caiu e a companhia perdeu alavancagem operacional sobre seu custo fixo".

(Por Marcela Ayres)