Syngenta vê impacto maior de moedas fracas de mercados emergentes

quarta-feira, 16 de abril de 2014 11:12 BRT
 

ZURIQUE, 16 Abr (Reuters) - A Syngenta, a maior fabricante do mundo de agroquímicos, espera que moedas fracas de mercados emergentes tenham um impacto maior sobre o lucro para o ano inteiro do que se presumia anteriormente, disse a companhia nesta quarta-feira ao divulgar vendas maiores no primeiro trimestre.

Movimentações adversas de câmbio cortaram 3 por cento das vendas trimestrais, que subiram 2 por cento para 4,7 bilhões de dólares, em linha com a expectativa média em uma pesquisa da Reuters.

Excluindo variações cambiais, as vendas subiram 5 por cento.

A Syngenta agora espera que moedas mais fracas tirem 100 milhões de dólares do lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) do ano inteiro, ante uma previsão anterior de impacto negativo de 50 milhões de dólares.

O vice-presidente financeiro John Ramsay disse que o principal impacto veio da desvalorização da moeda ucraniana, conforme temores de uma guerra aberta contra a Rússia e uma piora na economia doméstica fizeram com que ela perdesse um terço de seu valor ante o dólar neste ano.

"O que fizemos lá foi elevar nossos preços. Para a Ucrânia, nós provavelmente recuperamos cerca de dois terços das perdas cambiais através dos preços", disse Ramsay à Reuters em uma entrevista.

Para o ano inteiro, a Syngenta espera que as vendas integradas cresçam 6 por cento a taxas cambiais constantes. A companhia confirmou sua orientação para ano inteiro de uma elevação das margens brutas e um aumento no fluxo de caixa livre antes de aquisições para cerca de 1,5 bilhão de dólares.

(Por Caroline Copley)