Pessimismo com China não se justifica, diz presidente da Vale

quarta-feira, 16 de abril de 2014 14:16 BRT
 

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 16 Abr (Reuters) - O pessimismo com a economia da China, principal compradora de minério de ferro da brasileira Vale, não se justifica, uma vez que os indicadores chineses continuam a surpreender, disse o presidente da mineradora, Murilo Ferreira, após evento em Brasília.

"Estamos comemorando a produção de 70 milhões de toneladas de aço (na China), recorde de todos os tempos, de toda vida de produção de aço. Eu estou dizendo que a cada mês vocês falam mal da China e a cada mês ela surpreende. Vai ter novo recorde? Continuo muito confiante com a China", afirmou Ferreira à Reuters.

A produção de aço na China em março ficou em 70,25 milhões de toneladas, alta de 2,2 por cento sobre um ano atrás, mostraram dados da Agência Nacional de Estatísticas do país nesta quarta-feira.

Já a economia da China cresceu 7,4 por cento no primeiro trimestre sobre um ano antes, informou nesta quarta-feira a agência. O resultado ficou ligeiramente acima da expectativa em pesquisa da Reuters de 7,3 por cento, mas ainda abaixo dos 7,7 por cento no último trimestre de 2013.

O presidente da Vale indicou ainda que acredita em um crescimento na produção de aço da China em 2014. "Eu acho que a China neste ano faz de 820 milhões a 850 milhões de toneladas", declarou ele.

A China, maior produtor global de aço do mundo, produziu 779 milhões de toneladas em 2013, segundo a associação global que representa a indústria, a Worldsteel.

Na terça-feira, as ações preferenciais da Vale recuaram 4,62 por cento na bolsa paulista, diante de temores sobre desaceleração na economia da China. Nesta quarta, os papéis da mineradora exibiam valorização de 0,54 por cento às 14h07, cotadas a 28,02 reais, com desempenho abaixo do Ibovespa, que subia 1,01 por cento no mesmo horário.

GUINÉ   Continuação...