Investidores se protegem antes de feriado e dólar sobe frente ao real

quarta-feira, 16 de abril de 2014 17:05 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 16 Abr (Reuters) - O dólar fechou em leve alta ante o real nesta quarta-feira, com investidores montando posições para se protegerem antes do feriado prolongado no Brasil, apesar do quadro global de apetite por risco provocado pelo crescimento maior do que o esperado da China.

A moeda norte-americana avançou 0,15 por cento, a 2,2418 reais na venda, após chegar a 2,2237 reais na mínima do dia e 2,2465 reais na máxima. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,2 bilhão de dólares.

"O pessoal não quer ficar exposto num feriado prolongado em que os mercados internacionais vão abrir, então já monta posições para se proteger", disse o superintendente de câmbio da corretora Advanced, Reginaldo Siaca.

Os mercados domésticos não abrirão na sexta e segunda-feira em função dos feriados da Semana Santa e de Tiradentes.

Esses movimentos técnicos levaram a divisa dos EUA a anular a queda vista mais cedo após dados positivos sobre a China. A economia chinesa cresceu um pouco melhor do que o esperado, a 7,4 por cento no primeiro trimestre deste ano. A desaceleração da segunda maior economia do mundo tem alimentado a cautela dos investidores em relação a ativos emergentes.

"Ontem, o mercado estava com mau humor em relação à China. Agora que os dados mostraram que o pessimismo estava um pouco exagerado, está dando uma corrigida", disse mais cedo o operador de câmbio da corretora B&T Marcos Trabbold.

No exterior, o alívio levou o dólar a perder terreno em relação a moedas como o peso mexicano e a lira turca, além de impulsionar as bolsas norte-americana e brasileira ao território positivo.

Analistas ressaltam, contudo, que a pressão de alta sobre a moeda norte-americana não deve perdurar no curto prazo, diante de constantes expectativas de ingressos de recursos. Só na semana passada, o Brasil registrou entrada líquida de 2,9 bilhões de dólares, segundo dados do BC divulgados nesta quarta-feira, revertendo o saldo no mês para superávit de 1,001 bilhão de dólares.   Continuação...