Vendas trimestrais da Diageo caem com fraqueza na Ásia

quinta-feira, 17 de abril de 2014 08:18 BRT
 

LONDRES, 17 Abr (Reuters) - A Diageo divulgou nesta quinta-feira um recuo de 1,3 por cento nas vendas orgânicas líquidas trimestrais, com a volatilidade nos mercados emergentes reduzindo a demanda por suas bebidas alcoólicas.

A maior empresa de bebidas do mundo, que deve 42 por cento de suas vendas às economias em desenvolvimento, disse que câmbio e fraqueza econômica impactaram a confiança do consumidor em muitos mercados, incluindo a Rússia e a África do Sul.

Às 08h16 (horário de Brasília), as ações da Diageo caíam 4,1 por cento.

"Nosso desempenho reflete o ambiente desafiador no qual estamos operando", disse o presidente-executivo da Diageo, Ivan Menezes, em um comunicado.

Ainda assim, Menezes afirmou que a Diageo continua a investir nos seus negócios em mercados emergentes, uma vez que continua confiante nas oportunidades de crescimento de longo prazo.

"As tendências atuais, no entanto, vão impactar o crescimento das receitas neste exercício fiscal, mas a forte gestão de nossos custos de base significa que continuamos compromissados com a entrega de nossas metas de expansão de margem", afirmou.

Nos três meses encerrados em 31 de março, a fabricante do uísque Johnnie Walker e da vodka Smirnoff viu aumento de vendas na América do Norte, Europa Ocidental e América Latina, mas sofreu uma queda de 19 por cento na região da Ásia-Pacífico. As vendas caíram 5,2 por cento na África, Europa Oriental e Turquia.

No geral, o volume de vendas caiu 1 por cento no trimestre.

(Por Martinne Geller)