Irã ajuda Brasil a bater recorde em exportação de carne bovina no 1º tri

quinta-feira, 17 de abril de 2014 12:41 BRT
 

SÃO PAULO, 17 Abr (Reuters) - As compras do Irã ajudaram as indústrias brasileiras de carne bovina a bater recorde de faturamento nas exportações no primeiro trimestre de 2014, disse nesta quinta-feira a associação que reúne as empresas do setor.

O faturamento entre janeiro e março cresceu 15 por cento na comparação anual, para a marca histórica de 1,652 bilhão de dólares.

No primeiro trimestre do ano, foram negociadas mais de 382 mil toneladas de produtos, um volume 19 por cento superior aos três primeiros meses de 2013.

"Com um crescimento de quase 420 por cento no volume de carne importada, o Irã foi um dos destaques positivos na balança comercial da carne bovina brasileira", disse a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), em nota.

O Irã foi o quarto maior comprador brasileiro no trimestre, em volume, adquirindo 35,3 mil toneladas, com compras equivalentes a 159,3 milhões de dólares.

O crescimento das exportações para o Irã representa uma retomada dos embarques para o país, cujos negócios foram afetados em anos recentes pelas sanções ocidentais por conta do programa nuclear iraniano. Em 2014, diante de um acordo com o Ocidente, a República Islâmica tem ampliado negócios externos.

"Agora já temos uma normalidade dos processos", disse à Reuters o presidente da Abiec, Antônio Camardelli.

O executivo destacou ainda que, de uma maneira geral, as exportações brasileiras para todos os clientes estão avançando este ano, com o Brasil aproveitando problemas de oferta em seus principais concorrentes, ao passo que as empresas brasileiras estão em boas condições para atender aos importadores.

Também tem beneficiado os negócios a promoção que a entidade tem feito da carne brasileira no exterior, por meio de feiras especialmente na Ásia, disse ele.   Continuação...