Datagro vê déficit no mercado global de açúcar em 2014/15

terça-feira, 22 de abril de 2014 13:50 BRT
 

SÃO PAULO, 22 Abr (Reuters) - Um ritmo mais forte no consumo mundial de açúcar e problemas na produção do Brasil poderão levar o mercado global da commodity a um déficit em 2014/15, revertendo superavits vistos desde 2011, previu nesta terça-feira a consultoria Datagro.

"Com o aumento do consumo e tendo em vista que a produção pode não superar o volume atual, já é possível antecipar uma reversão dos superavits anteriores, e a observação de um déficit em 14/15 (outubro-setembro)", disse a consultoria em nota.

Segundo a Datagro, esta diferença entre oferta e demanda poderá ampliar-se à medida que aumenta a preocupação com a falta de chuvas no centro-sul do Brasil, maior produtor e exportador global da commodity.

Um clima quente e seco no início do ano no centro-sul, que responde por 90 por cento da safra nacional de cana, tem levado consultorias a revisarem suas estimativas para a moagem em 2014/15, que pode ficar abaixo das 596 milhões de toneladas do ciclo anterior.

A Datagro também citou em nota que uma retração nos preços afetou a sustentabilidade do setor no Brasil, a despeito da depreciação cambial.

A consultoria, porém, não divulgou sua estimativa de quanto seria este déficit global em 14/15.

Já no ciclo 2013/14, o superavit da produção mundial de açúcar deve ficar em 2,62 milhões de toneladas, contra 9,89 milhões de toneladas do ciclo anterior.

A Datagro projeta taxa maior de crescimento do consumo mundial de açúcar de 2,25 por cento/ano, em relação ao ciclo anterior 2,09 por cento.

Entre os principais consumidores, a Datagro destaca a Indonésia, cujo consumo deve ganhar força em função do aumento populacional e da renda per capita, atingindo 5,30 milhões de toneladas em 2014, em relação a 5,15 milhões de toneladas em 2013.

Com isso, as importações do país asiático são estimadas em 3,7 milhões de toneladas em 2014, contra de 3,4 milhões de toneladas no ano anterior.

(Por Fabíola Gomes; Edição Roberto Samora)

 
Cana é colhida em Calimete, em Cuba. Um ritmo mais forte no consumo mundial de açúcar e problemas na produção do Brasil poderão levar o mercado global da commodity a um déficit em 2014/15, revertendo superavits vistos desde 2011, previu nesta terça-feira a consultoria Datagro. 17/12/2011 REUTERS/Enrique de la Osa