Vendas da MRV sobem 40% no 1o tri; lançamentos crescem 6%

terça-feira, 22 de abril de 2014 19:06 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 22 Abr (Reuters) - As vendas da construtora e incorporadora MRV tiveram alta de 40 por cento no primeiro trimestre sobre um ano antes, com forte participação de imóveis participantes do programa federal Minha Casa Minha Vida, enquanto os lançamentos subiram 6 por cento no período.

A baixa competitividade no setor de imóveis para a baixa renda foi um dos fatores que impulsionou as vendas de 1,54 bilhão de reais da MRV no período, apesar de um aumento de 14 por cento nos preços nos últimos 12 meses, disse à Reuters o diretor-executivo de finanças da MRV, Leonardo Corrêa.

No trimestre, 81 por cento das vendas da companhia mineira foram elegíveis ao programa habitacional do governo federal Minha Casa Minha Vida, que nos últimos vezes viu uma série de anúncios de redução de interesse por parte de grandes construtoras. Na semana passada, por exemplo, a Cyrela informou ao mercado que não realizou lançamentos neste segmento.

As vendas da MRV no período ainda foram baseadas em estoques, que recuou após vendas elevadas, disse Corrêa. A companhia vai divulgar os dados referentes aos estoques na ocasião da publicação dos resultados financeiros, em maio.

Já os lançamentos cresceram 6 por cento, para 1,16 bilhão de reais. Deste total, 71 por cento se enquadraram no programa Minha Casa Minha Vida.

"Desde o final do ano passado, a gente passou a dar uma acelerada nos lançamentos, o que deve continuar acontecendo durante o ano", afirmou o diretor, confirmando que os lançamentos em 2014 devem ser superiores aos do ano passado.

Em 2013, refletindo a estratégia de desova de estoques, os lançamentos subiram apenas 2 por cento, a 3,52 bilhões de reais, enquanto as vendas contratadas cresceram 27 por cento, a 5,09 bilhões de reais.

Ao final do primeiro trimestre, a MRV possuía 7,7 mil unidades com valor geral de vendas (VGV) de 1 bilhão de reais, com registro de incorporação emitidos, mas ainda não lançados.

A empresa encerrou o primeiro trimestre com banco de terrenos avaliado em 23,2 bilhões de reais, em linha com o trimestre anterior.

A MRV concluiu 8.451 unidades trimestre, volume 36 por cento superior ao mesmo período do ano passado. Também foram construídas 7.796 unidades, enquanto 7.445 foram repassadas.

(Por Juliana Schincariol; edição Alberto Alerigi Jr. e Luciana Bruno)