Produção de açúcar do centro-sul cairá 5% em 14/15; preços sobem

quarta-feira, 23 de abril de 2014 11:46 BRT
 

Por Reese Ewing

SÃO PAULO, 23 Abr (Reuters) - A produção de açúcar do centro-sul do Brasil na temporada 2014/15 cairá 5,2 por cento na comparação com a safra passada, para 32,5 milhões de toneladas, com problemas climáticos afetando os canaviais e usinas favorecendo a produção de etanol, previu nesta quarta-feira a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

A moagem de cana do centro-sul vai recuar para 580 milhões de toneladas, ante um recorde de 596,9 milhões em 13/14, informou a entidade que representa as usinas na região que responde por cerca de 90 por cento da produção de cana do país.

Os dados sobre a produção de açúcar do maior produtor e exportador da commodity do mundo ampliaram a alta dos contratos futuros do produto em Nova York, que subiam mais de 2 por cento, a cerca de 17,38 centavos de dólar por libra-peso, por volta das 11h30 (horário de Brasília).

Para operadores de Nova York, a primeira previsão de produção de açúcar da Unica para 14/15 veio no piso das estimativas do mercado.

A Unica apontou ainda que a produção de etanol terá leve alta, com volumes estimados em 25,9 bilhões de litros, ante 25,6 bilhões em 13/14.

Em meio à quebra de safra de cana, esse pequeno aumento ocorre com as usinas elevando o percentual de matéria-prima destinada à produção de etanol para 56,4 por cento, alta de 1,66 ponto percentual ante a safra passada.

Cotações recentes mais fracas do açúcar no mercado internacional e preços domésticos firmes do etanol induzirão as usinas a aumentar a produção do biocombustível na temporada, segundo a projeção da Unica.

O diretor técnico da entidade, Antonio de Padua Rodrigues, disse a jornalistas nesta quarta-feira que não vê cenário de alta expressiva nos preços do açúcar ou de queda nas cotações domésticas do etanol durante 2014/15 (abril/março).   Continuação...