Déficit orçamentário de Portugal cai 39% no primeiro trimestre

quarta-feira, 23 de abril de 2014 16:18 BRT
 

LISBOA, 23 Abr (Reuters) - O déficit público de Portugal caiu 39 por cento no primeiro trimestre deste ano na comparação com o ano anterior, ficando bem abaixo do teto imposto pelo acordo internacional de ajuda financeira, informou o Ministério das Finanças nesta quarta-feira.

O déficit caiu para 825 milhões de euros (1,14 bilhão de dólares), cerca da metade do teto estabelecido para o período, graças a um aumento de 4,5 por cento nas receitas tributárias, que superaram a meta para o período no orçamento de 2014, disse o ministério. As receitas de tributos diretos e indiretos aumentaram.

Os gastos subiram 2 por cento, o que o ministério atribuiu em parte ao pagamento de juros da dívida e às transferências para municípios e seguridade social. Os gastos com os funcionários públicos, principalmente salários, caíram 3,7 por cento.

Após o encerramento formal do acordo de ajuda financeira em 17 de maio, Lisboa ainda precisa reduzir o déficit orçamentário para 4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e para 2,5 por cento no ano seguinte.

A economia portuguesa começou a se recuperar no ano passado da pior recessão desde os anos 1970, e o governo espera crescimento do PIB de 1,2 por cento este ano.

Mais cedo na quarta-feira, Portugal realizou o primeiro leilão de bônus em 3 anos, pagando rendimento recorde de baixa, o que foi visto como um voto de confiança do mercado. O rendimento do bônus no mercado secundário atingiu o menor nível em oito anos nesta quarta-feira.

(Por Andrei Khalip)