Despesas fazem Natura ter resultado abaixo do esperado no 1º tri

quarta-feira, 23 de abril de 2014 19:14 BRT
 

SÃO PAULO, 23 Abr (Reuters) - O lucro da Natura caiu 6 por cento no primeiro trimestre, afetado por despesas com depreciação e amortização e financeiras, além do impacto de impostos, afirmou a empresa de cosméticos nesta quarta-feira.

Entre janeiro e março, a companhia registrou lucro líquido de 117,2 milhões de reais, abaixo da expectativa média de analistas de 136,8 milhões de reais.

Já o resultado operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) chegou a 283,6 milhões de reais, alta de 8,2 por cento na comparação anual, mas também abaixo da previsão de analistas de 297 milhões de reais.

A margem Ebitda recuou 1,2 ponto percentual, a 18,2 por cento no trimestre.

Segundo a companhia, houve continuidade da tendência observada na segunda metade do ano passado, com aumento trimestral de 8,2 por cento na produtividade das consultoras brasileiras frente ao ano anterior, e avanço de 9,1 por cento na receita líquida doméstica.

"No Brasil, a continuidade de um ambiente competitivo mais desafiador está alinhada com a decisão de intensificarmos os investimentos em marketing e inovação com o objetivo de aumentarmos a produtividade de nossas consultoras, sempre comprometidos a financiarmos essas iniciativas com ganhos de eficiência em nossa operação atual", disse a Natura em comentário sobre o desempenho.

A receita líquida internacional seguiu em crescimento acelerado, com alta de 53 por cento no trimestre, a 285,7 milhões de reais.

Já a receita líquida consolidada mostrou avanço de 15,2 por cento no trimestre, a 1,56 bilhão de reais.

O avanço das vendas no trimestre foi, no entanto, ofuscado pelo aumento de 34,3 por cento das despesas com depreciação e amortização, atribuído pela Natura aos investimentos em logística, capacidade produtiva e tecnologia da informação realizados nos últimos anos.   Continuação...