Vendas da Unilever ficam acima das expectativas; empresa pode vender marcas

quinta-feira, 24 de abril de 2014 07:45 BRT
 

LONDRES, 24 Abr (Reuters) - A fabricante de bens de consumo Unilever divulgou nesta quinta-feira vendas maiores que o esperado no primeiro trimestre, apesar da Páscoa ter ocorrido mais tarde e de uma desaceleração em alguns mercados emergentes.

A fabricante do sabonete Dove também anunciou uma revisão estratégica no seu negócio norte-americano de molhos para massas, que inclui a marca Ragu, e a marca SlimFast.

"Isso pode levar a uma alienação, mas não necessariamente", disse o vice-presidente financeiro da empresa anglo-holandesa, Jean Marc Huet. "Estamos avaliando todas as opções."

A receita do primeiro trimestre caiu 6,3 por cento, para 11,4 bilhões de euros (15,8 bilhões de dólares), devido a mudanças em taxas de câmbio que tiveram impacto maior do que o esperado por analistas.

As vendas excluindo o impacto de câmbio, aquisições e alienações, subiram 3,6 por cento. Nessa base, analistas esperavam em média um crescimento de 3,3 por cento.

As vendas em mercados emergentes aumentaram 6,6 por cento, num ritmo inferior ao avanço de 8,4 por cento do quarto trimestre, mas ainda maior que a média do mercado, que segundo Huet subiu cerca de 5 por cento.

A Unilever disse que ainda planeja ter um crescimento de vendas no acumulado do ano acima do mercado, melhora na margem operacional e forte fluxo de caixa.

Em janeiro, a empresa previu crescimento de 3 a 5 por cento nas vendas anuais, ante 3 por cento para o mercado.

(Por Martinne Geller)