GM tem queda no lucro no 1º tri após custos com recall

quinta-feira, 24 de abril de 2014 12:20 BRT
 

DETROIT, 24 Abr (Reuters) - A General Motors disse nesta quinta-feira que o lucro do primeiro trimestre caiu 88 por cento após um recall em massa devido a chaves de ignição com defeito, mas os resultados ainda superaram as expectativas em função dos fortes preços de suas picapes redesenhadas na América do Norte.

A empresa disse que sua perspectiva operacional principal permanecia na meta para o ano, aliviando investidores. Às 11h57 (horário de Brasília), as ações da companhia subiam 0,22 por cento.

O trimestre contou com um encargo anteriormente divulgado de 1,3 bilhão de dólares em função do recall. O vice-presidente financeiro Chuck Stevens disse que era muito cedo para prever se a GM lidaria com outros encargos.

Ele também afirmou que a empresa estava estudando suas opções para as vítimas das chaves de ignição defeituosas, um problema que tem sido associado a pelo menos 13 mortes. Defensores da segurança e alguns legisladores pediram que a GM estabelecesse um fundo de compensação para as vítimas.

O lucro líquido do primeiro trimestre caiu para 108 milhões de dólares, ou 0,06 dólar por ação, ante 873 milhões de dólares, ou 0,58 dólar por ação, no mesmo período do ano passado. O trimestre mais recente incluiu custos de recall de 0,48 dólar por papel.

Excluindo um encargo devido principalmente à desvalorização da moeda venezuelana, a GM teve lucro de 0,29 dólar por ação, bem acima do patamar de 0,04 dólar por papel previsto por analistas, segundo pesquisa da Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita subiu 1,4 por cento na comparação anual, para 37,4 bilhões de dólares, mas abaixo dos 38,4 bilhões estimados por analistas.

A GM aumentou os preços para seus veículos, o que elevou os lucros operacionais em 1,8 bilhão de dólares. A maior parte do aumento foi na América do Norte, graças ao avanço das vendas de versões mais lucrativas de suas picapes redesenhadas Chevrolet Silverado e GMC Sierra.

O lucro operacional da GM na América do Norte caiu 61 por cento, para 557 milhões de dólares, devido aos custos associados com as chaves de ignição defeituosas e outros recalls. O lucro em suas operações internacionais, incluindo a China, caiu 47 por cento, para 252 milhões de dólares.

O prejuízo na América do Sul, somente, subiu para 156 milhões de dólares, ante 38 milhões de dólares um ano antes.

(Por Ben Klayman e Bernie Woodall em Detroit)