Ações da Alstom disparam com notícia de oferta da GE

quinta-feira, 24 de abril de 2014 12:04 BRT
 

PARIS/NOVA YORK, 24 Abr (Reuters) - As ações da Alstom chegaram a subir quase 18 por cento nesta quinta-feira, após uma notícia de que o conglomerado norte-americano General Electric estaria em negociações para comprar a fabricante francesa de turbinas e trens por cerca de 13 bilhões de dólares.

As empresas poderiam anunciar o acordo já na próxima semana, disse a Bloomberg, citando pessoas com conhecimento do assunto.

Caso seja confirmada, uma oferta de aquisição de uma companhia estrangeira chamaria a atenção de políticos e sindicatos na França, onde a Alstom emprega cerca de 18 mil pessoas, ou 20 por cento de seu quadro mundial de funcionários.

Um acordo, que seria o maior da história da GE e daria à ela o controle dos trens de alta velocidade e da tecnologia de sinal ferroviário da Alstom, teria o apoio da Bouygues, maior acionista da Alstom com uma participação de 29 por cento, segundo a reportagem da Bloomberg.

A Alstom, que colocou sua divisão de transporte à venda em uma tentativa de preencher um buraco em seu balanço contábil, disse nesta quinta-feira que "não está informada de qualquer potencial oferta pública de aquisição de ações da companhia", e prometeu uma atualização sobre suas opções para quando divulgar seus resultados anuais, em 7 de maio.

Um porta-voz da Bouygues, que realizará sua reunião anual de acionistas mais tarde nesta quinta-feira, não deu outro comentário senão dizer que apoia a estratégia da Alstom, mas que não a controla. Um porta-voz da GE não quis comentar o assunto.

Muitos analistas disseram que uma união faz sentido industrial, uma vez que a GE tem o dinheiro de que a Alstom necessita e um acordo pode ajudar o grupo norte-americano a conseguir ativos de infraestrutura baratos e a economizar com custos em geração de energia. Como exemplo, a GE está buscando se expandir em tecnologia de rede inteligente, na qual a Alstom tem uma força considerável.

Às 12h01 (horário de Brasília), as ações da Alstom avançavam 12,43 por cento na bolsa de Paris, a 27,365 euros. Na máxima dos negócios, os papéis chegaram a 28,685 euros.

(Por Aman Shah em Bangalore, Natalie Huet em Paris e Lewis Krauskopf em Nova York)