Dólar sobe mais de 1% ante real com BC e Ucrânia

sexta-feira, 25 de abril de 2014 17:11 BRT
 

Por Bruno Federowski

SÃO PAULO, 25 Abr (Reuters) - O dólar fechou com alta de mais de 1 por cento ante o real nesta sexta-feira, após o Banco Central brasileiro não realizar nesta sessão leilão de rolagem de swaps cambiais e em meio ao contexto global de preocupações com a Ucrânia.

A moeda norte-americana subiu 1,22 por cento, maior alta desde janeiro, a 2,2428 reais na venda. Na semana, o dólar acumulou leve alta de 0,32 por cento. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de 1,3 bilhão de dólares.

"É possível que o BC veja o atual nível do real como suficiente para manter a inflação sob controle para permiti-lo interromper as altas na Selic na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (em maio)", escreveu o estrategista do Citi Kenneth Lam, em relatório.

Desde o início do ano, o dólar acumula queda de mais de 5 por cento sobre o real, o que tende a trazer alívio aos preços via barateamento de importados neste momento de inflação ainda pressionada. Hoje, a taxa básica de juros está em 11 por cento ao ano.

O BC vinha realizando diariamente ofertas para rolar os swaps cambiais, que equivalem a venda futura de dólares, a vencer em 2 de maio. Até quinta-feira, havia rolado cerca de 74 por cento do lote total, correspondente a 8,733 bilhões de dólares.

De qualquer forma, ainda restam três dias para rolar os swaps remanescentes, mas alguns investidores já apostam que não será concluída.

"A sinalização do BC foi que não vai rolar tudo e isso dá um pouco de força para o mercado testar cotações mais altas", afirmou o operador da corretora Intercam Glauber Romano.

As ofertas diárias de novos swaps, por outro lado, continuaram como previsto. O BC vendeu pela manhã a oferta total de até 4 mil swaps, todos com vencimento em 2 de março de 2015 e volume equivalente a 198,2 milhões de dólares. A autoridade monetária também ofertou contratos para 1º de dezembro deste ano, mas não vendeu nenhum.   Continuação...