Óleo e Gás aprova venda de blocos na Colômbia

sexta-feira, 25 de abril de 2014 20:49 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 25 Abr (Reuters) - A Óleo e Gás informou nesta sexta-feira que sua subsidiária OGX Petróleo e Gás recebeu proposta por ativos na Colômbia, que foi aprovada por seu Conselho de Administração.

A proposta refere-se aos blocos localizados nas bacias de Cesar Rancheria (CR-2, CR-3 e CR-4) e Vale Inferior do Magdalena (VIM-5 e VIM-19).

A oferta prevê o pagamento de 30 milhões de dólares à OGX pelos ativos, a liberação de obrigações regulatórias e 14 milhões de dólares que estão dados em garantia a cartas de crédito requeridas pela Agencia Nacional de Hidrocarburos (órgão regulador do setor de petróleo na Colômbia).

"Juntamente com a referida oferta, a ofertante apresentou uma carta assinada por bancos de primeira linha, o que garante fontes adequadas para o financiamento da transação", disse a companhia em fato relevante.

Segundo a empresa, os termos e condições da oferta estão alinhados a seu processo de reestruturação, que desonera a companhia dos custos exploratórios obrigatórios e possíveis contingências regulatórias.

Também proporciona geração de caixa no curto prazo, de maneira a ampliar sua liquidez e implica a redução do custo administrativo da OGX na Colômbia.

A empresa não informou o nome da empresa compradora.

A Óleo e Gás, antiga OGX, entrou em processo de recuperação judicial em outubro do ano passado.

(Por Juliana Schincariol; Edição de Luciana Bruno)