Pfizer quer AstraZeneca em potencial acordo de US$100 bi

segunda-feira, 28 de abril de 2014 09:07 BRT
 

LONDRES, 28 Abr (Reuters) - A farmacêutica norte-americana Pfizer trabalha nos próximos passos de uma potencial oferta de 100 bilhões de dólares pela britânica AstraZeneca, após ter duas propostas rejeitadas.

A Pfizer disse nesta segunda-feira que fez uma oferta de 58,8 bilhões de libras (98,9 bilhões de dólares) para a AstraZeneca em janeiro e que entrou em contato com a rival britânica novamente no dia 26 de abril, buscando novas conversas sobre uma transação.

Às 08h15 (horário de Brasília), as ações da AstraZeneca saltavam mais de 16 por cento com as notícias de aquisição, que seria a maior compra estrangeira de uma empresa britânica e um dos maiores acordos no setor.

A abordagem renovada surge em meio a uma onda de fusões e aquisições no setor, conforme a indústria se reestrutura diante de cortes de gastos de saúde e concorrência com genéricos mais baratos.

Em um comunicado, a Pfizer disse que AstraZeneca recusou-se a participar de discussões em ambas as ocasiões e o grupo dos EUA considera agora as suas opções. A AstraZeneca pediu aos seus acionistas que não tomem nenhuma ação e disse que continua confiante em sua estratégia independente.

A proposta original da Pfizer, feita para o Conselho da AstraZeneca em 5 de janeiro, incluiu uma combinação de dinheiro e ações e teria valorizado as ações da AstraZeneca a um prêmio de cerca de 30 por cento na época.

A empresa não deu mais detalhes, mas o comunicado da AstraZeneca informou que a proposta considera uma oferta de 13,98 libras por ação e uma relação de troca de 1,758 ação da Pfizer para cada papel da AstraZeneca.

A Pfizer disse que agora considera uma possível transação na qual os acionistas da AstraZeneca receberiam um prêmio significativo, acima do valor de suas ações em 17 de abril, antes do início dos rumores.

Considerando que a Pfizer deve ter que oferecer mais, devido a uma valorização das ações da AstraZeneca desde janeiro, o valor final de qualquer acordo pode ficar acima de 100 bilhões de dólares.

Pelas regras britânicas, a Pfizer tem até 26 de maio para anunciar a intenção firme de fazer uma oferta pela AstraZeneca ou desistir do negócio.

(Por Ben Hirschler)

 
Logo da Pfizer fotografado na fachada da sede mundial da empresa, em Nova York. A Pfizer trabalha nos próximos passos de uma potencial oferta de 100 bilhões de dólares pela britânica AstraZeneca, após ter duas propostas rejeitadas. 5/11/2013. REUTERS/Adam Hunger