Siderúrgicas chinesas terão mais rentabilidade e menos crédito no 2o tri

segunda-feira, 28 de abril de 2014 15:00 BRT
 

PEQUIM/SHANGAI, 28 Abr (Reuters) - O setor de aço da China deverá melhorar suas margens ao longo do segundo trimestre, mas um mercado de crédito difícil e o aumento dos custos ambientais irá restringir os ganhos, disse a China Iron & Steel Association (CISA) na segunda-feira.

Os bancos chineses cortaram empréstimos para a indústria siderúrgica de capital intensivo em meio às preocupações sobre sua capacidade de honrar com pagamentos diante da desaceleração da economia, enquanto medidas duras de proteção ambiental contribuíram para pressões sobre o maior setor de aço do mundo.

"Os bancos não só cortaram as linhas de crédito, mas também aumentaram as taxas de juros para as siderúrgicas, tornando seu negócio mais difícil e até mesmo afetando a segurança do fluxo de caixa para alguns", disse a CISA em um comunicado divulgado em uma entrevista coletiva.

O rápido aperto em linhas de crédito levou a um aumento de 22,2 por cento nos custos financeiros das siderúrgicas no primeiro trimestre ante um ano antes, em comparação com uma queda anual de 3 por cento no ano passado, disse a CISA.

"A rentabilidade do setor de aço deverá melhorar no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre, mas vai ser difícil crescer muito mais", acrescentou .

Grandes siderúrgicas chinesas tiveram prejuízo de 2,33 bilhões de yuans (372,6 milhões de dólares) no primeiro trimestre, enquanto o crescimento menor da demanda atingiu preços. Os preços do vergalhão de aço caíram 12 por cento até agora neste ano.

(Reportagem de David Stanway e Ruby Lian)