Dilma anuncia reajuste da tabela de IR e aumento de 10% do Bolsa Família

quarta-feira, 30 de abril de 2014 20:47 BRT
 

BRASÍLIA, 30 Abr (Reuters) - A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira, em pronunciamento pela comemoração do Dia do Trabalhador, a correção da tabela de Imposto de Renda e um reajuste de 10 por cento nos benefícios do Bolsa Família.

Num discurso recheado de respostas a críticas que seu governo vem sofrendo, a presidente também assumiu o compromisso de dar continuidade à política de reajuste real ao salário mínimo.

"Nosso governo nunca será o governo do arrocho salarial, nem o governo da mão dura contra o trabalhador", disse Dilma, em aparente referência ao pré-candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves (MG), que disse recentemente estar pronto para adotar medidas "impopulares" se eleito.

"Meu governo também será sempre o governo do crescimento com estabilidade, do controle rigoroso da inflação e da administração correta das contas públicas", prosseguiu a presidente.

Diante de preocupações crescentes com a inflação, a presidente admitiu que as pessoas estão convivendo com aumento de preços, em especialmente dos alimentos.

"Esses aumentos causam incômodo às famílias, mas são temporários e, na maioria das vezes, motivados por fatores climáticos", argumentou a presidente.

"Posso garantir a vocês que a inflação continuará rigorosamente sob controle, mas não podemos aceitar o uso político da inflação por aqueles que defendem 'o quanto pior, melhor'."

A presidente também falou sobre casos de corrupção envolvendo a Petrobras, prometeu apurar as irregularidades e punir os responsáveis, mas disse que não permitirá que objetivos políticos prejudiquem a imagem da estatal.

"O que tiver de ser apurado deve e vai ser apurado com o máximo rigor, mas não podemos permitir, como brasileiros que amam e defendem seu país, que se utilize de problemas, mesmo que graves, para tentar destruir a imagem da nossa maior empresa."

(Por Jeferson Ribeiro)