Desemprego na zona do euro tem queda leve em março

sexta-feira, 2 de maio de 2014 08:14 BRT
 

BRUXELAS, 2 Mai (Reuters) - O número de pessoas sem trabalho na zona do euro teve uma leve queda em março mas permaneceu perto da máxima recorde, um sinal de que as famílias europeias ainda não sentiram a recuperação econômica do bloco e de que não devem ajudar a gerar crescimento no curto prazo.

Cerca de 18,91 milhões de pessoas estavam sem emprego no bloco de 18 países em março, ou 11,8 por cento na população ativa, 22 mil a menos do que em fevereiro, informou nesta sexta-feira a agência de estatísticas da UE, Eurostat.

A leitura fica ligeiramente abaixo do recorde de 12 por cento há um ano, embora a marca de 11,8 por cento seja a mesma de fevereiro. O dado de fevereiro foi revisado para baixo pela Eurostat ante 11,9 por cento divulgado anteriormente.

O desemprego permanece perto da marca de 19 milhões de pessoas há quatro meses e mostra o impacto humano da pior crise financeira em uma geração, mas também varia bastante na zona do euro.

Os níveis de desemprego na Áustria e na Alemanha estavam em torno de 5 por cento em março, contra quase 13 por cento na Itália e cerca de 25 por cento na Espanha.

(Por Robin Emmott e Anna Nicolaou)