Lucro do Royal Bank of Scotland triplica no 1º trimestre

sexta-feira, 2 de maio de 2014 09:26 BRT
 

LONDRES, 2 Mai (Reuters) - O Royal Bank of Scotland (RBS) triplicou seu lucro no primeiro trimestre, acima das expectativas de analistas e dando um impulso ao novo presidente-executivo Ross McEwan enquanto ele busca recuperar as fortunas do banco controlado pelo governo.

O banco teve um lucro líquido de 1,2 bilhão de libras (2 bilhões de dólares), uma alta ante as 400 milhões de libras um ano antes, se beneficiando de melhores controles de custos e uma redução nas perdas com empréstimos ruins.

O desempenho marcou apenas a sexta vez que o RBS registrou um lucro trimestral desde que a Grã-Bretanha injetou 45 bilhões de libras no banco durante a crise financeira de 2008, ficando assim com uma fatia de 81 por cento do banco, e contrastou com um prejuízo de 8,7 bilhões de libras no acumulado de 2013.

Analistas previam um lucro de 200 milhões de libras, segundo uma pesquisa fornecida pelo banco com oito analistas.

"Os resultados de hoje mostram ... que o RBS será um banco que faz um ótimo serviço para clientes e dará bons retornos para nossos acionistas", disse McEwan, que substituiu o antecessor Stephen Hester em outubro.

No entanto, McEwan acrescentou que o RBS ainda tem "muito trabalho a fazer e muitas questões do passado que temos de enfrentar".

As ações do banco, que caíram no começo deste ano para uma mínima de 8 meses, chegaram a subir mais de 12 por cento, atingindo uma máxima desde o final de fevereiro. Os contribuintes no entanto ainda contabilizam uma perda de 14 bilhões de libras pela fatia detida, enquanto fontes bancárias e políticas dizem que uma volta ao controle privado total pode levar até 5 anos.

(Por Matt Scuffham e Steve Slater)