ENTREVISTA-ANP recomendará novo leilão no pré-sal somente em 2016

sexta-feira, 2 de maio de 2014 16:46 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 2 Mai (Reuters) - A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) recomendará ao governo federal que um novo leilão de área petrolífera no pré-sal brasileiro só ocorra no segundo semestre de 2016, e que uma licitação de blocos tradicionais, no pós-sal, seja feita somente em 2015.

A informação é da diretora-geral da ANP, Magda Chambriard, que considera que é preciso dar ao mercado um tempo após três leilões no ano passado, que incluíram a mega reserva de Libra, no pré-sal.

Ela argumenta que a indústria de equipamentos para o setor, especialmente, precisa de uma pausa nas licitações para conseguir atender demandas da exploração de áreas que estão em desenvolvimento.

"Já será difícil atender essa demanda toda e imagina se colocamos mais um leilão de pré-sal na praça?", indagou Magda à Reuters. "Acho que a recomendação é fazer um outro (no pré-sal)mais para o fim de 2016", acrescentou.

A necessidade de dar tempo para que fornecedores se preparem para atender a forte demanda dos próximos anos é também o motivo da recomendação para que não seja realizada outra rodada este ano dentro do modelo de concessão no pós-sal.

Magda disse que a recomendação da ANP será feita em breve ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), que deverá decidir sobre o assunto. Ela não detalhou uma data.

"A nossa recomendação é para isso. Fazer no ano que vem fora do pré-sal e outra de pré-sal só no fim de 2016. Essa é a nossa posição, mas não significa que o CNPE não possa ter outra opinião."

Como exemplo da grande demanda que a indústria de equipamentos terá, a diretora-geral da ANP citou cálculos que apontam que a capacidade de produção somente em sete áreas --algumas já em operação, como Lula e Sapinhoá-- é de mais de 750 milhões de barris de petróleo ao longo da vida útil dos campos. Esse volume demandaria ao menos 40 novas plataformas nos próximos anos.   Continuação...