Pequim multa 652 empresas em quatro meses por poluição

segunda-feira, 5 de maio de 2014 09:01 BRT
 

PEQUIM, 2 Mai (Reuters) - Autoridades da capital chinesa multaram 652 instalações industriais por violação de regulamentos sobre meio ambiente nos primeiros quatro meses do ano, enquanto intensificam esforços para combater a poluição.

A qualidade do ar em Pequim tem sido objeto de grande atenção desde janeiro do ano passado, quando uma espessa névoa pairou sobre a cidade alarmando seus moradores.

O primeiro-ministro Li Keqiang prometeu em março travar "uma guerra contra a poluição", enquanto o país busca amenizar o descontentamento público ao mesmo tempo em que reduz a dependência econômica da indústria consome intensamente energia.

O órgão de proteção ambiental de Pequim emitiu um total de 14,5 milhões de iuanes (2,3 milhões de dólares) em multas durante os primeiros quatro meses do ano, informou a entidade à mídia estatal no domingo.

"O montante é duas vezes mais alto do que no mesmo período do ano passado", disse o diretor do departamento de fiscalização do órgão, Zhong Chonglei.

A China introduziu uma série de políticas e planos para resolver problemas ambientais, mas há muito enfrentar a poluição causada pela indústria pesada e governos locais obcecados com o crescimento.

Em março, pela primeira vez Pequim assumiu a fiscalização de seus níveis de poluição. A cidade tem o poder de emitir multas de até 500 mil iuanes e pode impor multas diárias adicionais sobre contraventores que não paguem as sanções no prazo.

Setenta e cinco por cento das multas emitidas tiveram como causa a poluição do ar.

(Reportagem de Kathy Chen e Stian Reklev)