Petrobras vê economia de R$13 bi até 2018 com plano de demissão voluntária

segunda-feira, 5 de maio de 2014 10:30 BRT
 

SÃO PAULO, 5 Mai (Reuters) - O plano de incentivo ao desligamento voluntário da Petrobras deverá gerar economia de 13 bilhões de reais entre 2014 e 2018 em estimativa conservadora, disse a empresa em comunicado nesta segunda-feira.

A Petrobras estimou uma provisão de 2,4 bilhões de reais no demonstrativo contábil do primeiro trimestre referente os valores pagos aos empregados que aderiram ao programa, com efeito de 1,6 bilhão de reais no resultado, líquido dos impostos diferidos de 815 milhões de reais.

A empresa informou que o número de empregados inscritos no programa de demissão voluntária atingiu 8.298, o equivalente a 12,4 por cento do efeito total da Petrobras. A previsão é de que 55 por cento dos desligamentos ocorram ainda em 2014.

"Estimamos também que o custo do referido incentivo seja compensado em um tempo médio de 9 meses após a saída de cada um de nossos profissionais", acrescentou a empresa.

O número informado está perto da estimativa apontada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) em meados de janeiro, quando a Petrobras divulgou seu programa, de cerca de 8,4 mil petroleiros.

Analistas do Itaú BBA projetaram, em email a clientes, que o mercado deverá ter uma reação positiva em relação a este comunicado.

Mesmo assim, ponderaram que após a alta de mais de 6 por cento nos papéis da companhia na sexta-feira, o mercado deve ter alguma correção ao longo do dia.

Às 10h27, a ação preferencial da petroleira tinha queda de 0,4 por cento, enquanto o Ibovespa subia 0,4 por cento.

(Por Fabíola Gomes)