Tribunal francês revoga decisão que baniu vendas da Mercedes

segunda-feira, 5 de maio de 2014 14:12 BRT
 

PARIS, 5 Mai (Reuters) - O principal tribunal administrativo da França revogou decisão do governo francês de 2013 de proibir a venda de certos veículos Mercedes, em disputa envolvendo equipamentos de ar condicionado.

A decisão desta segunda-feira da Conseil d'Etat reafirma liminar concedida em agosto, que acabou com um congelamento de dois meses nas vendas de Classe A, Classe B, CLA e modelos SL, após a controladora Daimler ter se recusado a parar de usar o refrigerador R134a, que está sendo eliminado pela União Europeia.

O tribunal disse em comunicado que a proibição imposta pelo ministro de Ecologia era injustificada e que os veículos não tinham mostrado ser uma ameaça grave ao meio ambiente.

O R134a, um agente de aquecimento global de 1.400 vezes mais potente que o dióxido de carbono, foi proibido em veículos novos desde o início de 2013, nos termos de uma diretiva da UE, mas a Daimler disse que identificou riscos de segurança inaceitáveis ​​no alternativo.

O único substituto disponível que atende aos requisitos da UE é R1234yf, feito pela Honeywell e pela Dupont.

(Reportagem de James Regan)