Lucro da Triunfo Participações sobe mais de 750%, para R$156,4 mi

segunda-feira, 5 de maio de 2014 20:30 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 5 Mai (Reuters) - A empresa de infraestrutura Triunfo Participações teve forte alta no lucro líquido do primeiro trimestre, que subiu 760,7 por cento graças ao bom desempenho dos segmentos de rodovias e geração de energia, informou a companhia nesta segunda-feira.

A Triunfo teve lucro líquido de 156,4 milhões de reais no primeiro trimestre, frente aos 18,1 milhões de reais no mesmo período do ano passado.

A receita líquida ajustada subiu 94,7 por cento, para 474,2 milhões de reais, impulsionada pelo desempenho do segmento de geração de energia.

"Com a estratégia de antecipar o início da operação da Rio Canoas, a Triunfo capturou o momento de alta nos preços de energia e com isso impulsionou os resultados do primeiro trimestre", disse a empresa em relatório referindo-se à companhia do grupo responsável pela Usina Hidrelétrica de Garibaldi, em Santa Catarina.

A empresa lembrou que outros segmentos também contribuíram para a alta do lucro. O tráfego nas rodovias administradas pela companhia subiu 5,6 por cento, para 23,2 milhões de veículos equivalentes no período, enquanto a tarifa média efetiva teve alta de 4,6 por cento, gerando crescimento de 11,3 por cento na receita de arrecadação de pedágio no trimestre.

Já a receita de movimentação de contêineres subiu 7,9 por cento, enquanto as receitas de outros serviços portuários do terminal Portonave (SC) subiu 35,7 por cento, informou a companhia. Já a receita da operação aeroportuária agregou 26,2 milhões à receita consolidada, alta de 20,7 por cento.

O resultado também foi beneficiado pela queda da participação dos custos e despesas caixa na receita líquida ajustada. Esse indicador passou de 33,4 por cento no primeiro trimestre de 2013 para 22,7 por cento no mesmo período deste ano.

O Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) foi de 353,4 milhões de reais no período de janeiro a março de 2014, avanço de 137,7 por cento na comparação anual.

(Por Luciana Bruno)