Anhanguera Educacional tem alta de 18% no lucro do 1o tri

terça-feira, 6 de maio de 2014 07:28 BRT
 

SÃO PAULO, 6 Mai (Reuters) - A empresa de educação Anhanguera Educacional viu o lucro líquido subir 18 por cento no primeiro trimestre ante igual período do ano passado, a 99,4 milhões de reais, beneficiada pelo aumento dos custos em ritmo menor ao avanço da receita.

Entre janeiro e março, a receita líquida da companhia subiu 16,6 por cento na comparação anual, a 540,5 milhões de reais, com alta de 12,6 por cento no ticket médio e de 3,5 por cento no número médio de alunos.

Segundo a Anhanguera, o avanço dos preços "ocorreu por conta do repasse geral da inflação interna em todos os cursos e devido às novas políticas comerciais e de precificação da companhia".

Enquanto isso, o custo dos serviços prestados cresceu 9,5 por cento, a 258,4 milhões de reais, contribuindo para uma alta de 24 por cento no lucro bruto sobre um ano antes.

A margem bruta foi de 52,2 por cento no período, avanço anual de 3,1 pontos percentuais, "devido ao ganho de margem em todas as safras de campus (existentes e recém adquiridos) e nos polos", disse a Anhanguera.

Em comentário sobre o desempenho, a companhia afirmou que os resultados do primeiro trimestre mostram "um ponto de inflexão em relação a 2013", sinalizando o começo de "uma fase bastante promissora".

No período, a geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 20,3 por cento ante igual etapa do ano passado, a 152,3 milhões de reais.

Segundo a Anhanguera, algumas mudanças que estão sendo executadas devem surtir benefícios graduais ao longo do tempo, destacando, entre elas, o lançamento do novo modelo de ensino a distância com apenas um encontro presencial semanal.

Sobre a fusão com a Kroton, a empresa disse que o processo segue para sua etapa final, já que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica deve julgá-lo até o dia 13 de junho.

"A Anhanguera segue entusiasmada e confiante de que em conjunto com a Kroton poderá construir uma companhia sem precedentes no setor de educação", afirmou.

(Por Marcela Ayres)