UBS reformula estrutura e oferece dinheiro extra a investidores

terça-feira, 6 de maio de 2014 11:44 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - O UBS vai reformular sua estrutura corporativa para assegurar que pode ser cindido mais facilmente no caso de uma crise, reduzindo o montante de dinheiro que ele deve reservar para potenciais perdas e permitindo que pague um dividendo especial a acionistas.

O banco suíço estabelecerá uma companhia holding por meio de troca de ações, o que significa que seus negócios poderão ser separados mais facilmente sem colocar os outros em perigo se uma das unidades enfrentar problemas. A estratégia busca evitar uma repetição de 2008, quando contribuintes suíços tiveram que salvar o banco de grandes perdas nos Estados Unidos.

O maior banco da Suíça tem reformulado seus negócios desde a crise financeira global, reduzindo as negociações com títulos de dívida mais arriscados, que ficaram mais caras por rígidas regulações, e está um passo à frente de rivais como o britânico Barclays, que ainda avalia como reorganizar seu banco de investimento que motivou queda de seu lucro no primeiro trimestre.

O UBS superou as expectativas de analistas com um crescimento de 7 por cento no lucro líquido do primeiro trimestre, para 1,05 bilhão de francos suíços (1,20 bilhão de dólares). Contudo, o aumento, devido a cortes de custos e a uma taxa de juros mais baixa, mascarou um lucro menor com gestão de recursos e banco de investimento.

Analistas esperavam um lucro líquido de 905 milhões de francos suíços, segundo uma pesquisa da Reuters, mas outros números, exceto o do lucro líquido, não impressionaram.

"O banco de investimento ficou abaixo de nossas expectativas. O 'private bank' mostra forte captação líquida de dinheiro, mas a lucratividade ainda pode ser melhorada", disse o analista Rainer Skierka, do J.Safra Sarasin, que recomenda "compra" das ações do UBS.

As ações do UBS subiam nesta sessão, conforme investidores eram atraídos pelo dividendo especial de 0,25 franco suíço por ação que receberão por trocar seus papéis na nova estrutura de holding.

Para satisfazer a demanda de reguladores em separar entidades legais em diferentes regiões, o UBS planeja separar sua estrutura existente em uma holding controladora com participação nos negócios que são relacionados.