Airbus espera aval de segurança para A350 até setembro, diz regulador

quarta-feira, 7 de maio de 2014 15:59 BRT
 

PARIS, 7 Mai (Reuters) - A Airbus está a caminho de conquistar o certificado de segurança de seu mais novo jato A350 até "o fim do verão" (que termina em setembro na Europa) conforme o planejamento, disse o maior regulador de segurança aérea regional nesta quarta-feira.

A companhia afirmou que os testes têm sido positivos no novo A350, desenvolvido ao custo estimado de 15 bilhões de dólares e criado para competir com o 787 Dreamliner da Boeing, primeiro avião de passageiros feito de compósitos carbono do mundo.

"Ainda trabalhamos com o final do verão", disse o diretor executivo da Agência Europeia de Segurança de Aviação (Easa, na sigla em inglês), Patrick Ky, à Reuters.

A Easa deve certificar a aeronave ao final de agosto ou início de setembro para que a Airbus consiga entregar o A350 a seu primeiro cliente, a Qatar Airways, perto do fim do ano.

O A350 e o 787 Dreamliner competem por milhares de vendas projetadas no lucrativo mercado de jatos leves intercontinentais, com acomodações entre 250 e 300 passageiros.

As regras de Operação Estendida (Etops) determinam a quantidade de horas de voo necessárias para que aviões possam sair do aeroporto mais próximo. A companhia francesa pediu uma margem de ao menos três horas, equiparando-se à regra atual adotada pelo 787 Dreamliner.

Fontes do regulador europeu afirmam que o plano de certificação da Easa requer 180 minutos de Operação Estendida desde o inicio, mas a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês) pode levar alguns meses a mais para considerar o mesmo nível de autorização.

(Reportagem de Tim Hepher; reportagem adicional de Alwyn Scott)