Aneel não prevê novo leilão para reduzir descontratação de distribuidoras

quinta-feira, 8 de maio de 2014 12:03 BRT
 

BRASÍLIA, 8 Mai (Reuters) - O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse nesta quinta-feira que não está previsto mais um leilão de energia A-0 para cobrir os 354 megawatts (MW) médios de exposição involuntária das distribuidoras que deixaram de ser cobertos pelo leilão realizado em abril.

Segundo Rufino, considerando o montante total que estava descontratado antes do leilão, essa exposição involuntária remanescente é "aceitável". O leilão do dia 30 de abril contratou 2.046 MW médios.

Falando com jornalistas durante evento promovido pelo Tribunal de Contas da União (TCU), Rufino disse que, "pelo menos até junho" a situação financeira do setor está resolvida, após o leilão A-0 e o empréstimo de mais de 11 bilhões de reais usado para cobrir o caixa das distribuidoras.

(Por Leonardo Goy)