Inadimplência tem alta recorde no Brasil em abril, diz SPC

quinta-feira, 8 de maio de 2014 12:28 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - O número de inadimplentes no país acelerou 8,6 por cento em abril ante mesmo mês do ano passado, maior alta anual da série histórica, informou nesta quinta-feira o SPC.

Com base nos dados aos quais tem acesso, a SPC estima que no fim abril existiam cerca de 53,8 milhões de consumidores inadimplentes no país, ante 52,5 milhões em março.

Na análise do presidente da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), Roque Pellizzaro Junior, a trajetória de consecutivas altas da inadimplência coincide com o período de apertos monetários, iniciado em abril de 2013 pelo Banco Central, o que tem impactado negativamente na capacidade de os consumidores quitarem seus compromissos.

"O encarecimento do crédito associado à alta dos preços diminui o poder de compra do consumidor, que não consegue espaço no orçamento para pagar dívidas", disse Pellizzaro Junior.

Para a economista do SPC Brasil, Luiza Rodrigues, o aumento mensal foi puxado principalmente por devedores que começaram a atrasar dívidas há menos de seis meses.

O número de inadimplentes entre março e abril aumentou em todas as faixas etárias. No entanto, os adultos entre 25 e 39 anos são 41,2 por cento dos inadimplentes na base do SPC Brasil.

Na comparação anual, a maior contribuição para a alta das dívidas veio do segmento de bancos, seguradoras e planos de saúde, seguido pelos setores de telefonia, TV a cabo e internet, em segundo, e pelas dívidas nas contas de água, luz e gás.

(Por Aluísio Alves)