Demanda por voos no Brasil sobe 8,9% no trimestre, oferta cresce 1,8%

quinta-feira, 8 de maio de 2014 13:43 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - A demanda de passageiros por voos domésticos no Brasil subiu em um ritmo quase cinco vezes maior que a expansão da oferta de assentos pelas companhias aéreas no primeiro trimestre, segundo dados divulgados nesta quinta-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Em estratégia de contenção de despesas e aumento de rentabilidade, as companhias aéreas elevaram sua oferta em 1,8 por cento no primeiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, enquanto a demanda de passageiros por voos teve salto de 8,9 por cento. Com isso, a taxa de ocupação das aeronaves no período foi de 79,6 por cento, a maior desde 2005.

Considerando apenas março, a oferta doméstica apresentou recuo de 0,5 por cento enquanto a demanda subiu 8,2 por cento. O número de passageiros pagos transportados no mês passado atingiu 7,6 milhões, maior nível para o mês nos últimos 10 anos, segundo a Anac.

Em voos internacionais, a oferta recuou no trimestre 8,5 por cento enquanto a demanda caiu 0,5 por cento.

A TAM terminou março com participação de 38,12 por cento no mercado doméstico, recuo de 3,09 pontos percentuais sobre o primeiro trimestre de 2013. Enquanto isso, a Gol cresceu sua fatia em 1,85 ponto, para 36,61 por cento.

A participação da Azul cresceu de 11,81 para 16,66 por cento no período enquanto a Avianca avançou de 6,72 para 7,94 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)