8 de Maio de 2014 / às 20:36 / em 3 anos

Exportação de café verde do Brasil cresce 10,9% em abril

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - As exportações de café verde do Brasil no mês passado somaram 2,73 milhões de sacas de 60 kg, aumento de 10,9 por cento na comparação com abril de 2013, informou o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) nesta quinta-feira.

Os embarques do maior produtor e exportador global tiveram um aumento de 8,3 por cento em abril se forem consideradas também as exportações de café industrializado, totalizando 3 milhões de sacas.

A receita com as exportações de todos os tipos de café apresentou aumento de 5,3 por cento na mesma comparação, fechando em 520,98 milhões de dólares.

"Tem sido um movimento bom. O pessoal acha que maio vai ser um mês de volumes semelhantes a abril", afirmou o diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, em entrevista à Reuters.

O Brasil ainda está exportando café de seus estoques, disse Braga, acrescentando que algum grão de robusta da nova colheita poderá entrar no fluxo de exportação ao final do mês. O arábica entrará um pouco mais tarde.

Apesar da seca que afetou a safra de café arábica do Brasil, cuja colheita está em seu início, o Cecafé estima que as exportações provavelmente vão crescer 6 por cento neste ano, por conta dos estoques acumulados anteriormente.

Braga disse que ainda não é possível estimar as perdas da safra em função da seca, e que a demanda está boa, apesar de um aumento nos preços.

"A colheita começou agora, enquanto não começar a fazer benefício, não dá para ter uma ideia (do tamanho da quebra de safra). Isso leva mais uns 15 a 20 dias", afirmou, acrescentou.

Considerando o ano-safra, o Brasil exportou um total de 27,94 milhões de sacas entre julho de 2013 e abril de 2014, quantidade 7,8 por cento superior à registrada no mesmo período da safra anterior. Já a receita acumulada ao longo desses dez meses da safra 2013/2014 foi de 4,20 bilhões de dólares.

Braga avaliou em nota que os números de abril mostram uma recuperação dos preços na comparação com março, para 173 dólares a saca de 60 kg, ante 160 dólares.

"Isso representa um aumento real em torno de 8 por cento. O volume exportado em abril também pode ser considerado bom, por ser um mês de entressafra e a expectativa é que isso se mantenha no mês de maio".

De acordo com o Cecafé, a variedade arábica respondeu por 85,3 por cento das vendas do país no período de janeiro a abril, o solúvel por 9,4 por cento e o robusta, por 5,2 por cento das exportações.

Os cafés diferenciados (arábica e robusta) tiveram participação de 22,2 por cento nas exportações em termos de volume e de 29,8 por cento na receita cambial.

Por Roberto Samora e Reese Ewing

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below