8 de Maio de 2014 / às 22:06 / em 3 anos

PRÉVIA -Leilão de transmissão não deve trazer surpresas entre competidores

Por Anna Flávia Rochas

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - O leilão de transmissão que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza na sexta-feira irá licitar lotes mais focados para reforçar o atendimento das regiões em que se situam, e tende a atrair companhias que já têm alguma atuação nesses locais.

Eletrobras, Copel, Alupar, Taesa e as espanholas Elecnor, Abengoa e Isolux são os grupos apontados como inscritos para a disputa, segundo fontes.

O leilão, que começa às 10h na BM&FBovespa, em São Paulo, terá 13 lotes de empreendimentos, compostos por 24 linhas e 18 subestações, em 11 Estados do país: Pará, Amazonas, São Paulo, Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Mato Grosso, Piauí, Maranhão e Paraná.

Os empreendimentos que serão construídos demandarão investimentos totais de 4,3 bilhões de reais.

Os sistemas de transmissão, que terão que ser erguidos entre 24 e 43 meses, somam receita anual permitida (RAP) máxima de cerca de 519 milhões de reais, segundo dados da Aneel. Vence cada lote do leilão o proponente que oferecer o maior desconto em relação à RAP máxima estabelecida.

Os empreendimentos a serem licitados no leilão são mais voltados para atender o crescimento de carga de energia, segundo o diretor-executivo da Associação Brasileira das Grandes Empresas de Transmissão de Energia Elétrica (Abrate), César de Barros Pinto.

“Predominam linhas locais. Não tem nenhum grande sistema novo entrando”, disse ele, ao acrescentar que essas características tendem a atrair competidores já estabelecidos na região de cada lote, pela oportunidade de obter ganho de escala.

O leilão será o primeiro de transmissão tradicional neste ano --sem considerar o leilão do sistema de Belo Monte--, após alterações realizadas pela Aneel, no fim do ano passado, nos métodos de cálculo de retorno sobre o investimento e preço-teto.

Assim, o certame servirá como um bom termômetro para o apetite de investidores no segmento de transmissão depois das mudanças, e diante de incertezas que rondam o setor elétrico brasileiro atualmente.

O economista Roberto Brandão, do Grupo de Estudos do Setor de Energia Elétrica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Gesel/UFRJ), considera que as mudanças realizadas pela Aneel foram benéficas para o resultado do leilão de transmissão de Belo Monte. Ele acredita que o leilão de sexta-feira também terá interessados, mas lembra que, antes do leilão de transmissão de Belo Monte, o cenário era de redução de competidores.

“Temos menos dinheiro no mercado, a Cteep não tem participado dos últimos leilões e é um ‘player’ importante, e a própria Eletrobras tem mostrado menos ímpeto (com exceção do leilão de transmissão de Belo Monte)”, disse ele.

A Aneel não divulga mais com antecedência a lista das empresas e consórcios inscritos para o leilão de transmissão, mas uma fonte informou à Reuters que a Eletrobras deve ir ao leilão apenas com a subsidiária Eletronorte, que disputará alguns lotes sozinha e outros em consórcios. A empresa deve brigar pelos lotes localizados no Norte e por um no Nordeste, segundo a fonte, que falou sob condição de anonimato.

As proponentes se inscrevem para o leilão, mas a efetiva participação é definida no momento do certame, já que elas podem decidir apresentar envelopes sem lance, se assim decidirem.

A Cteep informou por meio da assessoria de imprensa que mantém a decisão de não participar de leilões de transmissão até receber a indenização a que tem direito por investimentos não amortizados em ativos de transmissão renovados em 2012.

A paranaense Copel confirmou a participação, mas não quis dar mais detalhes.

A Elecnor também confirmou que vai ao leilão. Segundo o diretor-executivo de Concessões da empresa, Francisco Chica, a empresa tem interesse na maioria dos lotes.

Uma fonte que acompanha de perto os preparativos para o leilão disse que informações são de que, além das empresas mencionadas acima, Abengoa, Alupar, Taesa e Isolux participem da competição.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below