Cetip tem lucro líquido de R$100 mi no 1º tri

quinta-feira, 8 de maio de 2014 21:50 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - A Cetip, maior central depositária de títulos privados da América Latina, informou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 100 milhões de reais no primeiro trimestre, alta de 24,9 por cento ante mesma etapa do ano passado.

A média de 4 analistas ouvidos pela Reuters previa lucro de 98 milhões de reais no período. Em termos ajustados, que exclui eventos extraordinários, o lucro foi de 133,3 milhões de reais no período, alta de 14,7 por cento.

O resultado operacional da companhia, pela métrica de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), foi de 166,1 milhões de reais no trimestre, alta anual de 15,3 por cento. O Ebitda ajustado evoluiu 12,8 por cento na mesma comparação, a 168,5 milhões de reais. A margem Ebitda ajustada caiu 1,7 ponto percentual, a 70,5 por cento.

Como previam os analistas, os números operacionais mostraram uma boa performance das atividades de compensação e custódia, apesar de uma queda na oferta de títulos de dívida. O segmento de gravames de veículos teve menor atividade, mas uma correção extraordinária nos preços deve ter amenizado o efeito.

A receita líquida da companhia avançou 15,6 por cento na comparação anual, a 239,2 milhões de reais, pontuada por um aumento de 18,9 por cento na unidade de títulos e valores mobiliários e de 15,3 por cento na de financiamentos, que reflete a atividade nas operações de gravames de veículos.

Apesar do aumento das receitas, as margens se comprimiram, especialmente na base sequencial, refletindo em parte a queda no preço médio cobradp pelo registro de títulos, com destaque para debêntures, uma das principais linhas de faturamento da Cetip.

Em outra frente, as despesas operacionais totais cresceram 15,1 por cento na comparação anual, para 93,3 milhões de reais, refletindo maiores custos com pessoal, entre outros.

A companhia informou que seu Conselho de Administração aprovou na véspera a distribuição adicional de 54,1 milhões de reais em dividendos intermediários a serem pagos em 8 de julho.

(Por Aluísio Alves)