Prejuízo da B2W encolhe no 1º trimestre, receita sobe mais de 30%

quinta-feira, 8 de maio de 2014 21:57 BRT
 

SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) - A empresa de comércio eletrônico B2W, controlada pelas Lojas Americanas, teve prejuízo líquido de 57,6 milhões de reais no primeiro trimestre, leve queda sobre o resultado negativo de 61 milhões apurado um ano antes.

O resultado veio com evolução operacional da companhia. A receita cresceu mais de 30 por cento, o capital de giro melhorou em 45 dias e as despesas com vendas, gerais e administrativas recuaram quase 1 ponto percentual como percentual do faturamento.

A empresa apurou geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado de 109,2 milhões de reais, salto de 47 por cento sobre o obtido um ano antes. No período, a margem subiu de 5,7 para 6,3 por cento.

Pesou sobre a linha final da companhia o resultado financeiro negativo, que cresceu 31,3 por cento sobre o primeiro trimestre do ano passado, para 165,9 milhões de reais, em um período marcado por alta de juros.

A B2W terminou março com dívida líquida de 1,43 bilhão de reais, salto de 41,7 por cento sobre o endividamento de um ano antes. A relação dívida líquida sobre o Ebitda passou de 2,9 vezes para 3,1 vezes.

O resultado saiu no mesmo dia em que a Lojas Americanas divulgou queda de 55 por cento no lucro líquido do primeiro trimestre, afetada por aumento de juros e por uma base de comparação mais forte com o ano passado, já que o importante feriado da Páscoa neste ano caiu após o encerramento do trimestre.

(Por Alberto Alerigi Jr.)