Paquistão está fazendo progressos com reformas econômicas, diz FMI

sábado, 10 de maio de 2014 13:51 BRT
 

WASHINGTON, 10 Mai (Reuters) - O Paquistão fez progressos em suas reformas econômicas e o conselho do Fundo Monetário Internacional (FMI) provavelmente vai se reunir no final de junho para decidir se abre o caminho para a última parcela em um empréstimo de 6,6 bilhões de dólares, disse a organização neste sábado.

O FMI "está encorajado pelo progresso geral feito para avançar com as políticas para reforçar a estabilidade macroeconômica e retomar o investimento e crescimento", disse Jeffrey Franks, chefe da missão do FMI para o Paquistão.

"Os indicadores econômicos, de modo geral, estão melhorando, com o crescimento ganhando impulso, melhorando o financiamento externo, e o crédito para o setor privado aumentando. No entanto, o núcleo e a inflação global também estão subindo", disse Franks, em comunicado.

O FMI salvou o Paquistão de possível calote ao concordar em setembro passado com o empréstimo de 6,6 bilhões dólares americanos ao longo de três anos, condicionando os empréstimos às reformas econômicas, como a promessa de longa data de privatizar empresas estatais deficitárias.

O FMI desembolsa tranches do empréstimo após a confirmação de o país estar no caminho certo com as condições do resgate. Até o momento, o Paquistão recebeu três parcelas, totalizando cerca de 1,6 bilhão de dólares.