Credit Suisse e BNP apelam a autoridades dos EUA em processos, diz jornal

segunda-feira, 12 de maio de 2014 11:24 BRT
 

(Reuters) - O BNP Paribas e o Credit Suisse pediram para as autoridades dos Estados Unidos permitirem que suas subsidiárias locais, em vez das controladoras, se declarem culpadas de acusações criminais que enfrentam no país, noticiou o jornal New York Times, citando pessoas informadas sobre as negociações.

Procuradores dos EUA investigam o BNP por acusações de que violou sanções do país contra o Irã e outros países, e conduzem uma investigação para apurar se o Credit Suisse ajudou norte-americanos ricos a sonegar impostos.

O jornal disse que procuradores pareciam hesitar diante dos pedidos dos bancos sobre suas subsidiárias locais.

Os bancos estão preocupados que possíveis acusações criminais contra as controladoras poderiam colocar em perigo operações de maior dimensão.

Uma porta-voz do BNP Paribas em Paris não quis comentar a notícia. Representantes do Credit Suisse e do Departamento de Justiça dos EUA não estavam disponíveis imediatamente.

Na semana passada, duas fontes com conhecimento do assunto afirmaram à Reuters que os promotores estavam pressionando para que o Credit Suisse assumisse responsabilidade nas investigações. Uma fonte afirmou que o banco estava negociando para pagar até 1,6 bilhão de dólares para encerrar a investigação das autoridades norte-americanas.