Setor da soja projeta maior receita com exportação em 2014

segunda-feira, 12 de maio de 2014 13:51 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO, 12 Mai (Reuters) - As exportações do complexo soja em 2014 deverão render ao Brasil quase dois bilhões de dólares a mais que o previsto anteriormente, disse nesta segunda-feira a associação que reúne as grandes empresas do setor, devido a uma melhor perspectiva de preços.

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) estimou exportações de 28,8 bilhões de dólares no ano, incluindo soja em grãos, farelo e óleo, ante 27,1 bilhões da projeção de abril, mas ainda abaixo do recorde de 30,96 bilhões de 2013.

A estimativa média de preço da soja em grãos para este ano passou a 500 dólares por tonelada, ante 470 dólares vistos em abril, enquanto a tonelada do farelo foi projetada em 450 dólares, ante 420 dólares anteriormente.

"Esses valores estão mais condizentes com os patamares atuais e as exportações que já foram registradas pelo governo. E olhando a perspectiva de maio até o final do ano, os preços estavam baixos demais", disse à Reuters o secretário-geral da Abiove, Fabio Trigueirinho.

Segundo ele, os preços da oleaginosa devem se manter aquecidos pelos próximos cinco meses, já que o estoque nos Estados Unidos continuará apertado até que comece a colheita da nova safra.

"Até setembro ou outubro, a América do Sul vai ser a 'única loja aberta na cidade'", disse o executivo.

A soja está sendo negociada atualmente ligeiramente acima dos valores registrados um ano atrás no porto de Paranaguá, segundo o indicador Esalq/BM&FBovespa, que serve como termômetro para os preços praticados na exportação.

Na sexta-feira, a saca de 60 kg foi comercializada a 31,76 dólares (529 dólares por tonelada), ante 29,67 dólares um ano antes.   Continuação...