Bolsa de Tóquio avança, mas sob cautela ante dados dos EUA

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007 08:08 BRST
 

Por Ian Chua

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia encerraram em sua maioria em alta nesta sexta-feira e chegaram a atingir o maior patamar em quatro semanas antes de reduzirem ganhos no fim da sessão. O dólar foi castigado pela cautela dos investidores antes da divulgação de dados de emprego nos Estados Unidos.

As ações avançaram depois que o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, revelou na quinta-feira planos para ajudar donos de imóveis, reduzindo preocupações sobre a possibilidade de uma onda de execuções de hipotecas jogar a maior economia do mundo para uma recessão.

"Há definitivamente um senso de confiança depois que os Estados Unidos anunciaram seu plano para dívidas de alto risco e isso eliminou um pouco de estratégias de curto prazo", disse Masayoshi Yano, gerente sênior de informação de investimento, na Tokai Tokyo Securities.

A bolsa de TÓQUIO subiu 0,52 por cento, para 15.956 pontos, maior nível em um mês.

Enquanto isso, o índice MSCI que reúne os outros mercados da região Ásia-Pacífico operava em queda de 0,2 por cento às 7h32 (horário de Brasília), depois de atingir mais cedo o maior patamar desde 9 de novembro.

Apesar da confiança dos mercados ter sido ampliada pelos planos de Bush e expectativa de corte do juro pelo Federal Reserve em 11 de dezembro, analistas disseram que ainda há preocupações sobre a profunda crise do mercado imobiliário norte-americano.

"É um pequeno passo (planos de Bush) para ajudar a restaurar a confiança, mas certamente não resolve o problema. É um problema enorme e haverá respingos nos mercados financeiros", disse Stephen Walters, economista-chefe do JP Morgan.

As ações do setor bancário avançaram nesta sexta-feira, apesar de realização de lucro ter pressionado a valorização de alguns papéis de instituições japonesas.   Continuação...