AGENDA POLÍTICA-Oposição quer levar vazador de dossiê à CPI

segunda-feira, 12 de maio de 2008 11:46 BRT
 

SÃO PAULO, 12 de maio (Reuters) - A indicação do funcionário da Casa Civil responsável pelo vazamento de informações com gastos do governo de Fernando Henrique Cardoso deve ocupar os debates do Congresso nesta semana.

Investigação do caso pela Polícia Federal apontou o funcionário José Aparecido Nunes Pires, secretário de controle interno da Casa Civil. Ele teria enviado os dados para André Fernandes, assessor do senador Álvaro Dias (PSDB).

A oposição quer convocá-lo para depor na CPI mista dos cartões corporativos com o objetivo de saber quem foi o mandante do vazamento na Casa Civil.

Nesta segunda-feira, o governo lança no Rio de Janeiro a nova política industrial, com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Composta por instrumentos como isenção tributária, juros reduzidos e apoio técnico, deve estimular investimentos em 24 setores da indústria nacional. As medidas levaram mais de um ano em gestação.

A seguir os principais eventos da semana.

SEGUNDA-FEIRA

-- O governo lança nesta manhã na sede do BNDES, no Rio de Janeiro, a nova política industrial. Foram convidados os 27 governadores, empresários, associações empresariais e representantes de centrais sindicais.   Continuação...