Ike chega ao Golfo do México e ruma para o Texas

quinta-feira, 11 de setembro de 2008 10:23 BRT
 

Por Chris Baltimore

HOUSTON, 11 de setembro (Reuters) - O furacão Ike ganhou força na quinta-feira sobre as águas quentes do Golfo do México. Sua atual rota deve poupar as plataformas de gás e petróleo da região, mas atingirá a costa do Texas na noite de sexta-feira ou madrugada de sábado.

Ike está na categoria 2 (da escala que vai até 5), com ventos de 160 quilômetros por hora. Mas até chegar ao litoral dos EUA ele pode subir para a categoria 4, com ventos superiores a 213 quilômetros por hora, segundo o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

No boletim meteorológico das 6h (hora de Brasília) de quinta-feira, o olho do furacão estava 995 quilômetros a leste de Brownsville, Texas, e 460 quilômetros a sul-sudeste da foz do rio Mississippi. Ele se desloca para oeste-noroeste a 15 quilômetros por hora.

Nova Orleans, destruída há três anos pelo furacão Katrina e quase atingida novamente no mês passado pelo Gustav, desta vez parece fora de perigo.

Mesmo assim, na quinta-feira os meteorologistas ampliaram o estado de alerta contra tempestades até a divisa do Mississippi com o Alabama, um trecho que inclui Nova Orleans e Pontchartrain. Entre Cameron (Louisiana) e Port Mansfield (Texas), está em vigor um estado de alerta contra furacões.

As autoridades texanas já determinaram que alguns moradores deixem as localidades litorâneas de Matagorda e Brazoria. Retiradas obrigatórias foram adotadas pela lei do Texas depois do furacão Rita, em 2005. Mas até agora o número de pessoas retiradas não chega nem perto dos 2 milhões que recentemente fugiram do litoral da Louisiana por causa do Gustav.

Outros moradores estão protegendo portas e janelas com tábuas, sabendo que os ventos fortes podem começar já na sexta-feira.

"Neste momento, temos gente entrando e saindo", disse Steve Probert, funcionário de uma loja de materiais para casa na localidade balneária de Port Aransas, separada de Corpous Christi pela Laguna Madre.

O presidente George W. Bush declarou estado de emergência no Texas, o que permite o envio de alguma assistência federal.