Morales aprova 1o grande investimento da PDVSA na Bolívia

quinta-feira, 17 de julho de 2008 09:45 BRT
 

LA PAZ (Reuters) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, sancionou na quarta-feira uma lei que autoriza os primeiros projetos de prospecção e exploração de gás e petróleo a serem feitos em conjunto pelas estatais PDVSA (Venezuela) e YPFB (Bolívia), com um investimento inicial de 900 milhões de dólares.

A sanção ocorreu durante um evento comemorativo à festa cívica de La Paz, capital do Departamento onde acontecerá quase um terço do esperado investimento da PDVSA.

A joint-venture batizada de Petroandina, da qual a YPFB possui 60 por cento, já existe juridicamente há um ano, mas o início efetivo das suas operações foi adiado, entre outros fatores, devido a obstruções parlamentares da oposição direitista, segundo Morales.

"Ameacei declarar greve de fome para que aprovassem o contrato, e sob ameaças ontem à noite por fim o Congresso sancionou a lei", disse o governante esquerdista.

Morales destacou a importância geopolítica interna de encontrar gás e petróleo em La Paz e em outras áreas do oeste do país, para compensar o poderio econômico obtido pelos Departamentos que atualmente extraem os hidrocarbonetos, todos localizados nas planícies do leste e sul.

"No próximo ano, que o melhor presente ao Departamento de La Paz seja gás e petróleo", disse Morales, que há pouco mais de dois anos nacionalizou o setor, no qual predomina a venda de gás para Argentina e Brasil.

La Paz, capital política da Bolívia, celebrará em 2009 os dois séculos da primeira declaração de independência de uma colônia espanhola nas Américas.

Morales disse que uma primeira equipe de perfuração da Petroandina chegará na semana que vem à Bolívia, e que outras cinco estarão disponíveis nos próximos meses, para realizar um agressivo plano de prospecções.

(Por Carlos Alberto Quiroga)

 
<p>O presidente da Bol&iacute;via, Evo Morales, em imagem de arquivo. Morales sancionou uma lei que autoriza os primeiros projetos de prospec&ccedil;&atilde;o e explora&ccedil;&atilde;o de g&aacute;s e petr&oacute;leo a serem feitos em conjunto pelas estatais PDVSA (Venezuela) e YPFB (Bol&iacute;via).   (BOLIVIA) (Newscom TagID: rtrphotosthree603789)     [Photo via Newscom] Photo by Reuters</p>