China se diz "confiante" contra epidemias após tremor

segunda-feira, 2 de junho de 2008 10:20 BRT
 

Por Lindsay Beck

YONGAN, China (Reuters) - A China garantiu na segunda-feira que não haverá epidemias na área afetada pelo terremoto de maio, enquanto alguns sobreviventes se queixam de que suas terras estão sendo devastadas para dar lugar a moradias provisórias.

Onde foi impossível cremar os corpos esmagados sob escombros, a opção foi sepultá-los profundamente, longe de mananciais, segundo Mao Qunan, porta-voz do Ministério da Saúde.

Acampamentos foram desinfetados, e as pessoas foram alertadas sobre os riscos.

"Teoricamente, quando há grande movimentação de pessoas, aumenta o risco de transmissão de doenças", disse ele no site do governo (www.gov.cn).

"Temos a capacidade e a confiança de garantir que não haverá epidemia após o desastre", disse o porta-voz.

A China mobilizou as Forças Armadas para desobstruir estradas, limpar destroços e entregar alimentos, água e tendas aos desabrigados. Operários lutam para drenar lagos formados pelo sismo e para construir casas antes que comecem as chuvas de verão.

Até o começo da tarde de segunda-feira (hora local), estavam confirmados 69.019 mortes, além de haver 18.267 desaparecidos e 373.573 feridos.

Um enorme acampamento se formou em Anxian, junto a uma rodovia que passa por plantações de milho e melancia.   Continuação...