iPhone é lançado na Índia sem a euforia do Ocidente

sexta-feira, 22 de agosto de 2008 15:10 BRT
 

Por Tony Tharakan

NOVA DELHI (Reuters) - O imensamente popular iPhone 3G da Apple foi lançado nesta sexta-feira na Índia, mas o preço de 700 dólares pelo qual será vendido lá não permitiu a histeria em massa que marcou o lançamento do aparelho nos Estados Unidos, na Europa e em partes da Ásia no mês passado.

A cerca de três vezes o preço de varejo praticado nos Estados Unidos e custando duas vezes mais que o salário médio de executivos de escalão intermediário na Índia, o aparelho talvez ainda encontre compradores entre os profissionais liberais urbanos e afluentes, que vêm adquirindo produtos de marcas conhecidas e bens de luxo e ajudando a alimentar a economia trilionária desse gigante asiático.

O lançamento na capital indiana aconteceu à meia-noite, e atraiu uma pequena mas entusiástica multidão à loja da Vodafone Essar, uma das duas distribuidoras de varejo do aparelho no país, em Connaught Place, parte do distrito comercial de Nova Delhi.

Em Jaipur, capital do Rajastão, um Estado desértico, o marajá local foi visto esperando na fila para comprar o aparelho à meia-noite.

A televisão local mostrou consumidores trocando empurrões para ver melhor o aparelho em um shopping center em Gurgaon, no subúrbio da capital, enquanto varejistas publicavam anúncio sobre o iPhone nas primeiras páginas de alguns dos maiores jornais indianos.

"Não posso esperar por mostrá-lo na escola. É melhor do que ter um PlayStation", disse Rudra Khurana, 14 anos, aluno de segundo grau em Nova Delhi, que estava na fila ao lado de seu pai sorridente.

A Índia é o mercado de telefonia móvel que mais cresce no mundo, com cerca de 300 milhões de assinantes, e é o segundo maior mercado mundial desses serviços, depois do chinês.

As operadoras locais vêm conquistando mais de oito milhões de novos assinantes ao mês, mas a maioria deles são usuários que pagam pouco e usam seus celulares apenas para serviços de voz, e não para serviços de dados e multimídia.

Os novos ricos do país, porém, exibem seus novos aparelhos como símbolo de status e de sucesso, e iPhones contrabandeados estão disponíveis há meses no mercado negro indiano.

 
<p>A atriz indiana Rituparna Sengupta segura seu novo iPhone 3G durante seu lan&ccedil;amento na &Iacute;ndia, dia 22 de agosto. O imensamente popular iPhone 3G da Apple foi lan&ccedil;ado nesta sexta-feira na &Iacute;ndia, mas o pre&ccedil;o de 700 d&oacute;lares pelo qual ser&aacute; vendido l&aacute; n&atilde;o permitiu a histeria em massa que marcou o lan&ccedil;amento do aparelho nos Estados Unidos. Photo by Jayanta Shaw</p>