McCain vai propor imposto menor para empresas

terça-feira, 10 de junho de 2008 10:24 BRT
 

Por Jeff Mason

WASHINGTON (Reuters) - O candidato republicano à Casa Branca, John McCain, vai prometer na terça-feira uma redução dos impostos sobre as empresas e sobre os trabalhadores de classe média.

O senador também deve propor um sistema tributário simplificado, e insistirá para que os salários, benefícios e indenizações por afastamento de executivos-chefes tenham aprovação dos acionistas das empresas.

"Não importa qual de nós vencer em novembro, haverá uma mudança em Washington. A questão é que tipo de mudança", dirá McCain numa conferência para micro-empresários, referindo-se ao seu rival democrata, Barack Obama.

"Vamos realizar o maior aumento tributário desde a Segunda Guerra Mundial, como propõe meu adversário, ou vamos manter os impostos baixos para famílias e empregadores?", dirá ele, segundo trechos divulgados de antemão.

Ele dirá que os EUA têm a segunda maior carga tributária do mundo para empresas, e que é necessário fazer uma redução para manter a competitividade.

McCain proporá também uma lei que autoriza empresas a debitarem gastos com tecnologia e equipamentos em seu primeiro ano de atuação.

Ainda sobre impostos, ele defende que os impostos sobre ganhos de capital permaneçam baixos, que seja dobrada a isenção por filho menor, e que se acabe gradualmente com o "imposto mínimo alternativo", o que segundo ele geraria uma economia de até 2 mil dólares por ano para 25 milhões de famílias de classe média.

Na segunda-feira, Obama acusou McCain de pretender ampliar os benefícios fiscais concedidos pelo governo George W. Bush, o que segundo o democrata agravaria ainda mais a dívida pública.   Continuação...

 
<p>John McCain em foto de arquivo. Photo by Carlos Barria</p>