Escudo antimíssil dos EUA tem por alvo a Rússia, diz Medvedev

sexta-feira, 15 de agosto de 2008 16:18 BRT
 

Por Oleg Shchedrov

SOCHI, Rússia (Reuters) - O presidente russo, Dmitry Medvedev, disse na sexta-feira que o acordo firmado pelos EUA com a Polônia para instalar ali parte de um sistema de defesa antimíssil mostra que o escudo volta-se, na verdade, contra a Rússia.

A Polônia aceitou, na quinta-feira, receber instalações do sistema norte-americano contra mísseis depois de o governo dos EUA haver concordado em melhorar o aparato de defesa aérea dos poloneses.

"Essa decisão comprova claramente tudo o que dissemos há pouco tempo", afirmou Medvedev ao ser questionado sobre o acordo em uma entrevista coletiva realizada ao lado da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em Sochi, uma cidade portuária do mar Negro.

"A instalação de forças antimíssil tem como alvo a Federação Russa", disse o presidente russo.

A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, em declarações dadas ao lado do presidente da Geórgia, Mikheil Saakashvili, em Tbilisi, contra-atacou afirmando que os EUA haviam tentado mostrar a Moscou que o escudo não tinha por alvo a Rússia.

O embate entre norte-americanos e russos a respeito do escudo antimíssil aparece em meio à crise internacional surgida em torno da Geórgia, um aliado dos EUA que pretende ingressar na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Soldados russos expulsaram forças georgianas que tentaram retomar o controle sobre a região separatista da Ossétia do Sul, pró-Rússia.

Na sequência, militares russos ingressaram em várias cidades do restante do território georgiano, provocando a ira dos EUA -- algumas autoridades norte-americanas de primeiro escalão invocaram a memória da ocupação soviética no Leste Europeu, ocorrida durante a Guerra Fria.   Continuação...