Quarteto se diz preocupado com assentamentos israelenses

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007 20:56 BRST
 

PARIS (Reuters) - O Quarteto de mediadores do Oriente Médio disse na segunda-feira estar preocupado com a possibilidade de expansão dos assentamentos israelenses em territórios ocupados, e pediu a todos os envolvidos que "evitem passos que prejudiquem a confiança (mútua)".

Até os Estados Unidos neste mês criticaram Israel pelos planos de aumentar assentamentos, num momento em que israelenses e palestinos se preparam para retomar o processo de paz, após a conferência de Annapolis, em novembro.

"O Quarteto expressou preocupação com o anúncio de novas licitações habitacionais para Har Homa/Jabal abu Ghneim", disse o Quarteto, composto por Estados Unidos, Rússia, União Européia e ONU.

Em 1997, obras no mesmo assentamento levaram à suspensão de um processo de paz semelhante.

O Quarteto disse que os seus integrantes também "salientaram a importância de evitar qualquer ação que possa pressupor o resultado das negociações sobre o status permanente (das fronteiras de um eventual Estado palestino)."

Israel pretende erguer 307 imóveis num assentamento perto de Jerusalém, em território ocupado em 1967 junto com a Cisjordânia e posteriormente anexado.

Também na segunda-feira, doadores internacionais prometeram numa conferência em Paris 7,4 bilhões de dólares em ajuda ao governo palestino nos próximos três anos.

(Por Kerstin Gehmlich)