MP impugna candidaturas de quase toda a Câmara de cidade em MG

sexta-feira, 18 de julho de 2008 20:33 BRT
 

BELO HORIZONTE (Reuters) - O Ministério Público Eleitoral impugnou quase todas as candidaturas de vereadores que tentam se reeleger em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Na Câmara do município, há 14 vereadores, sendo que 13 deles são candidatos à reeleição. O MP impugnou a candidatura de 12, além da do prefeito Walace Ventura Andrade (PSB), também candidato à reeleição. Segundo a Justiça Eleitoral, ainda há prazo para a defesa antes da decisão final.

De acordo com a promotora Luciana Kellen Santos Pereira Guedes, uma das representantes do MP que atuam na Justiça Eleitoral no município, mais de 100 candidaturas já foram impugnadas na cidade nos últimos dias, pelos mais variados motivos.

"Verificamos desde candidatos analfabetos até pessoas com problemas graves na Justiça, como mandado de prisão em aberto por assalto a mão armada", disse ela.

"Há vários casos de condenações por crimes. Um vereador, por exemplo, é condenado por homicídio qualificado, com sentença transitada em julgado, e ainda tem passagem pela polícia por envolvimento com tráfico de drogas", acrescentou.

A promotora afirma que o volume de impugnações é muito grande e que não separou vereadores que querem se reeleger de candidatos que querem ocupar vaga no Legislativo ou Executivo pela primeira vez.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 301 candidatos já foram considerados inaptos a concorrer nas eleições de outubro, em Minas Gerais. Já o Tribunal Regional Eleitoral afirma que somente em agosto deve ter um balanço oficial de candidaturas impugnadas, já que a Justiça Eleitoral tem prazo até o dia 16 do mês que vem para julgar os casos. (Reportagem de Marcelo Portela)