Partido antiimigrantes vence eleição parlamentar na Suíça

segunda-feira, 22 de outubro de 2007 10:41 BRST
 

Por Tom Armitage e Sven Egenter

ZURIQUE (Reuters) - O Partido do Povo Suíço (SVP, de direita) ampliou sua bancada parlamentar na eleição de domingo, recebendo 29 por cento dos votos após uma campanha marcada pela polêmica sobre a imigração.

O SVP, que já tinha a maior bancada, disse que não vai exigir mudanças na composição da coalizão de governo nem do Conselho Federal, o poder executivo composto por sete ministros dos quatro maiores partidos.

A vitória do SVP já era muito esperada.

A campanha do partido foi marcada pelo protagonismo de seu líder, o populista Christoph Blocher, e por um cartaz em que "ovelhas brancas", representando os suíços, expulsavam uma "ovelha negra" imigrante do país. O partido acusa estrangeiros pelo aumento da criminalidade na Suíça.

A campanha foi muito criticada pelos adversários, e -- coisa rara na Suíça -- houve incidentes de violência durante um comício do SVP em Berna.

O presidente do SVP, Ueli Maurer, disse que o resultado é o melhor obtido por qualquer partido suíço desde 1919. Ele prometeu manter a agenda do partido, que inclui arquivar qualquer proposta ainda existente de adesão à União Européia.

"A questão da ascensão à União Européia deve desaparecer do último cérebro agora", disse Maurer após o anúncio dos primeiros resultados. "Vamos reduzir impostos. Vamos criar segurança."

REUTERS FE